Startup: Devo ter um sócio?


SIM !!!


Vou te explicar o por quê:


Por mais que você tenha ótimas ideias e saiba muito sobre o seu negócio, você não será especialista em tudo.


Além disso, você não terá tempo hábil para fazer tudo ao mesmo tempo.



Se você está querendo abrir uma startup, pela primeira vez, pode ser que pense que dividi-la com alguém, não seria vantajoso.

Você deve pensar:

“Eu que tive a ideia! Eu que sou o mais experiente! Por que vou dividir a pizza com alguém se eu posso fazer tudo sozinho. Já imaginou se eu ganhar um milhão e ainda ter que dividir?”


É NORMAL PENSAR ASSIM...


Vamos analisar estas grandes empresas que tiveram sociedades brilhantes:


Apple - Steve Wozniak e Steve Jobs

ƒƒ

HP - Hewlett e Packard

ƒƒ

Microsoft - Bill Gates e Paul Allen

ƒƒ

Google - Larry Page e Sergey Brin



Pelos exemplos, vemos que ter um bom sócio, é alguém que raciocine a sua ideia, e sim, é um ótimo negócio.

Achar alguém que acredite que seu negócio a ponto de: assumir os riscos, investir o tempo e o dinheiro.

É DIFÍCIL, porém necessário.


Além disso é preciso ter, o que no direito se chama de Affectio societatis, que consiste nos seguintes elementos: fidelidade, confiança, colaboração ativa e a busca final, de lucro a partilhar.


É importante também conhecer a pessoa antes de se tornar sócio dela, porque no momento de discordância de opiniões, é preciso discutir sem brigar e sem guardar magoas.


Ter um sócio pode trazer os seguintes benefícios, para sua startup:

ƒƒ

Equilíbrio: pessoas com personalidades diferentes, criam ideias diferentes, e quando bem balanceadas criam um bom equilíbrio. Por exemplo: Se você tem a cabeça no céu, seria legal ter um sócio pé no chão.


ƒƒMúltiplas especialidade: Pessoas com conhecimentos e experiências diferentes agregam muito ao seu negócio. Por exemplo: Se você conhece muito de tecnologia, seria legal ter um sócio que conheça muito de vendas e marketing.


ƒƒExecução com qualidade: cada pessoas atuando em sua área de expertise, fará um trabalho mais efetivo e produtivo: Por exemplo: enquanto você trabalhar na parte tecnológica do produto, seu sócio trabalhará na parte de divulgação e venda.


ƒƒMais capital: cada pessoas acrescentará capital ao negócio, bem como as despesas também serão dividas, até o caixa se tornar positivo.



Caso tenha alguma questão não respondida, nos acione por nossos canais de comunicação: moadv@outlook.com ou WhatsApp


Fonte: Plano de Negócios para Startups - http://marcelotoledo.com